Sábado, 18 de Novembro de 2017
CONSTRUINDO A  LogoIntersindical

Greve vitoriosa dos companheiros na Maxion

Terça, 18 Julho 2017 11:25

O julgamento do dissídio sobre a greve dos trabalhadores na Amsted Maxion foi realizado no dia 12.

Já no dia seguinte, o Sindicato fez assembleia na fábrica informando os trabalhadores. 

Os companheiros estavam de braços cruzados desde 25/05 contra a proposta rebaixada de PLR apresentada pela empresa e também contra as mais de 50 demissões efetuadas no dia 18/05.

Depois de muito assédio e pressão da empresa sobre os trabalhadores para tentar evitar a paralisação e de reuniões com o Sindicato, além de duas audiências de conciliação, em Campinas, que terminaram sem acordo, a greve foi julgada no Tribunal do Trabalho.

De nada adiantou tanta perseguição e intimidação da empresa sobre os trabalhadores.

Nem a presença da PM nos ônibus ou a abertura dos todos os portões para garantir a entrada à fábrica e muito menos ainda conceder férias coletivas aos trabalhadores durante o período da greve.

Os trabalhadores continuaram firmes na luta e, sem arredar o pé, mantiveram-se em organizados e mobilizados até a vitória.

Entre vários itens da pauta de reivindicações que foram atendidas, o julgamento considerou acima de tudo, a greve legítima.

Confira

- As férias coletivas aplicadas pela empresa por conta da greve foram anuladas, já que houve um entendimento de conduta antissindical.

- O retorno dos companheiros ao trabalho foi imediato e a empresa foi obrigada a conceder licença remunerada até o dia 30 deste mês.

- A empresa está obrigada também ao pagamento dos dias parados

- Os trabalhadores terão estabilidade de 120 dias com garantia de emprego ou salário.

- Para os que foram demitidos, foi determinado o pagamento de salários pelo período de três meses.

- O pagamento da PLR será no valor de $4.000,00

É muito importante que trabalhadores de outras fábricas tomem esta greve como exemplo de luta, especialmente agora, neste período de intensificação dos ataques aos nossos direitos vindos de todos os lados: governos, patrões e centrais sindicais pelegas.

Sem o barulho das máquinas os patrões escutam nossas reivindicações!

À luta companheiros!

Lido 2739 vezes
Receba informações por email