Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018
CONSTRUINDO A  LogoIntersindical

Protesto e paralisação nas montadoras da região contra o PL 4330/04, que permite a terceirização de todos os setores

Quarta, 15 Abril 2015 12:52

Hoje pela manhã, 15/04, o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e região realizou assembléias nas montadoras Honda, em Sumaré, Toyota, em Indaiatuba e Mercedes Benz, em Campinas.

Na Honda, que emprega cerca de 3.400 trabalhadores, houve atraso de produção.

Na Toyota, que emprega cerca de 2.100 e Mercedes, cerca de 1.500 (entre efetivos e terceirizados) os trabalhadores aprovaram a paralisação por 24 horas.

Sindicato e Intersindical, para além do PL 4330/04, querem o fim da terceirização, que precariza ainda mais as relações e as condições de trabalho

Ao contrário do falso discurso de geração de emprego, depois das MPs 664 e 665, que restringiram o acesso dos trabalhadores ao seguro desemprego, pensão por morte, auxílio doença e PIS, a aprovação do projeto é outro grande ataque sobre a classe trabalhadora, pois com a terceirização liberada a precarização vai tomar conta das relações e das condições de trabalho.

Para os empresário, será garantia do aumento da margem de lucros, uma vez que os salários nas terceirizadas são 24% mais baixos, segundo o Dieese.


E também uma aliada nas tentativas de dificultar a organização dos trabalhadores no local de trabalho e junto aos sindicatos, já que a maioria dos sindicatos que representam esses companheiros são filiados à Força Sindical, central criada nos anos 1990 para fazer a conciliação de classes, defendendo os interesses patronais.

Por outro lado, os prejuízos causados aos trabalhadores pela terceirização são inúmeros e vão do rebaixamento salarial e redução de direitos ao aumento da jornada e do risco de acidentes e mortes causados pelo trabalho, uma vez que os trabalhadores nas empresas terceirizadas ocupam os piores postos de trabalho.

Nas empresas públicas, a terceirização vai reduzir drasticamente com os postos de trabalho ocupados por trabalhadores concursados, além de abrir brecha para o aumento da corrupção.

Mais informações
Sidalino Orsi Junior – presidente do Sindicato 98175-2412
Eliezer Mariano – dirigente sindical – 9815-90701


Crédito das fotos:

Honda e Mercedes-Benz: Robson B. Sampaio

Toyota: Rafael Jorge

 

Lido 1824 vezes
Receba informações por email